Buda Gigante - Bangkok, Tailândia

Buda Gigante - Bangkok, Tailândia

Hoje começa mais uma rodada de negociações da ONU sobre mudanças climáticas. Dessa vez, o encontro acontece na Tailândia, onde efeitos do aquecimento global já podem ser notados, como a mudança no padrão de chuva que afeta o abastecimento de água e a segurança alimentar, devido aos longos períodos de seca e inundações. Sem falar do aumento do nível do mar que vai afetar a costa tailandesa, podendo causar a extinção de espécies marinhas, e as tempestades cada vez mais intensas que ameaçam a infra-estrutura turística, importante fonte de renda para o país.

Portanto, não podíamos estar em um lugar melhor nesse momento decisivo. Temos APENAS 16 dias de negociação antes da CoP-15, que vai acontecer em dezembro, na Dinamarca. Pouquíssimos dias para diminuir um texto de 180 páginas para 30-40 páginas que realmente reflitam a necessidade de redução de emissões e o comprometimento dos negociadores com a espécie humana. ELES ESTÃO DECIDINDO NOSSO FUTURO! Não podemos de jeito nenhum aceitar que diminuam seu nível de ambição, sob o argumento de que países como os Estados Unidos deveriam estar liderando o processo, mas não estão. Não podemos mais aceitar que fiquem adiando o anúncio de suas metas de redução de emissão de gases de efeito estudo a médio (2020) e longo prazo (2050).

Especialmente, nessas próximas duas semanas espero ver engajamento dos negociadores brasileiros, acompanhar o que estão fazendo aqui e chegar à conclusão de que o país está realmente comprometido e que o não anúncio de suas ações de mitigação e adaptação faz parte de sua estratégia e não uma tática de quem não quer agir.

Espero também tornar um pouco menos chata as negociações para o público brasileiro, escrevendo com poucas siglas, sem comentar detalhes do processo e todo o jargão técnico envolvido. O importante é falar sobre o conteúdo que está sendo discutido, esse sim importantíssimo.

No dia 9 de outubro, quero dizer que os avanços atingidos em Bangkok realmente foram tão significativos que me fizeram parar de pensar um pouco na quantidade de carbono que foi emitida na atmosfera para pessoas do mundo inteiro virem para cá.

Advertisements